A salvação antes da fundação do mundo: Deus te escolheu!

A salvação antes da fundação do mundo foi conhecida por meio das Escrituras. Na verdade, o projeto de Deus de criar alguém à sua imagem e semelhança revela sua vontade de querer nos amar. Mesmo com a eternidade em suas mãos e a adoração eterna dos anjos, o Deus poderoso resolveu criar um ser à sua imagem e semelhança.

Desta forma, Deus nos criou com o objetivo de ser adorado e também ser alvo do seu amor. 

O ser humano é presenteado por Deus

Para compartilhar sua imagem e semelhança com a humanidade, Deus dá ao homem o domínio sobre as coisas da terra. 

Assim como Deus é poderoso e tem poder sobre todas as coisas, Deus compartilhou com a humanidade essa capacidade de dominar e cuidar. 

Desta forma, o amor é manifestado na criação, na capacidade humana de cuidar da natureza e exercer controle sobre ela.

O homem não foi criado sozinho. Homem e mulher Deus criou. E o amor de Deus é vivenciado na forma plena entre os seres humanos. 

O amor de Adão e Eva finaliza definitivamente que o projeto de Deus é endereçado não apenas aos dois, mas a toda a humanidade. 

De geração em geração, a partir dos filhos, esse amor é repassado.

Amor e livre arbítrio

Para compartilhar sua imagem e semelhança com a humanidade, Deus dá ao homem a liberdade, ou como os teólogos gostam de chamar, o livre arbítrio

Por isso na criação, Deus dá a oportunidade ao homem de conhecer o bem e o mal. 

Vemos isso claramente quando Ele adverte Adão: “não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá” (Gênesis 2:17).

Se a possibilidade do pecado não existisse, Deus não estaria compartilhando com a humanidade aquilo que é parte da sua própria essência. 

O conhecimento do mal é, acima de tudo, uma evidência da liberdade que Deus deu ao ser humano na criação.

PORÉM, o plano de Deus estava completo. 

Deus não poderia dar a opção do conhecimento do mal sem propor a redenção. 

Em 1 Pedro 1:20 nós temos essa confirmação, que o sangue de Cristo foi “conhecido antes da criação do mundo, revelado nestes últimos tempos em favor de vocês”.

Por isso, a redenção providenciada antes mesmo do mundo ser criado demonstra o maior aspecto do amor de Deus. 

A salvação antes da fundação do mundo: como assim?

salvação antes da fundação do mundo

Perceba: o próprio Senhor propôs resolver o problema do pecado enviando seu Filho ao mundo. 

No evangelho, o amor de Deus é conhecido de maneira plena.

De acordo com Jonathan Edwards, no evangelho, revela-se o amor que Cristo tem para com o Pai, bem assim os maravilhosos frutos desse amor.

Ali se revela como o Pai e o Filho são um em amor, em concordância com a oração de Cristo em João 17.21-23. 

O evangelho nos declara ainda que o amor de Deus era eterno, e nos lembra que ele amou aos que são redimidos e, por isso, a salvação antes da fundação do mundo nos foi dada.

Tanto é que em apocalipse 13:8, João afirmou que o “Cordeiro foi morto desde a fundação do mundo”.  

Ou seja, o problema do pecado não foi resolvido de forma improvisada. Deus se antecipou e por meio de Jesus Cristo celebrou a redenção antes mesmo do mundo ser criado. 

O pecado, a redenção e a escolha de Deus por nós

Este é o amor que jamais foi conhecido em outro lugar, ou concebido: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor de seus amigos” (Jo 15.13); “Dificilmente alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. 

Mas Deus prova seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Porque se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte de seu Filho, muito mais estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida” (Rm 5.7-10).

Deus nos ama. Essa é uma realidade implacável. A salvação antes da fundação do mundo é uma prova cabal do amor de Deus por nós. 

O que fazer com essa informação? Como a consciência da salvação pode moldar nossa vida em relação a Ele?

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *