Como perdoar? Se Jesus te perdoou, perdoe também!

Como perdoar? Em primeiro lugar, precisamos lembrar que Deus nos perdoou dos nossos pecados. Por isso, precisamos perdoar aqueles que nos magoaram. Em segundo lugar, quando estamos conscientes do amor de Deus em nós, somos constrangidos a fazer o mesmo pelo nosso irmão, perdoando naquilo que fomos atingidos.

O mundo que vivemos é rodeado de problemas e pecados. Em muitas situações é difícil confiar nas pessoas, principalmente quando estamos magoados. Saber como perdoar nem sempre é uma tarefa fácil, mas é plenamente possível, sobretudo quando depositamos nossa fé em DeusNa oração do Pai Nosso, conhecida também como oração dominical, encontramos uma lição importante sobre como perdoar: assim como Deus perdoa nossas dívidas, devemos perdoar aqueles que nos ofendem. Mas como fazer isso?

Se você quer se aprofundar e saber mais como perdoar, fique comigo neste texto.

Antes de tudo, Deus nos perdoou dos nossos pecados

Pela fé, cremos que o sacrifício de Jesus na cruz foi suficiente para perdoar nossos pecados. A obra de Cristo foi suficiente para nos reconciliar com Deus e trazer uma nova vida. 

Nossa condição diante de Deus é a pior possível. Pecadores, somos merecedores da condenação eterna. Em Romanos 3:23 diz que “todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus”. Ainda na carta de Paulo aos romanos, o apóstolo nos lembra que “o salário do pecado é a morte”. Ou seja, sob a perspectiva do nosso pecado, não temos escapatória. 

Pense comigo: se Deus é plenamente santo, como Ele poderia aceitar pecadores como nós? O perdão do Senhor é a chave para essa resposta. Deus nos alcançou com seu amor por causa do perdão. Através do sacrifício de Jesus, fomos reconciliados com o Senhor: Deus perdoou nossos pecados. E por termos fé em Cristo, este perdão nos foi entregue.

Em Isaías 43:25 , Deus afirma que “Eu – sim, somente eu – apagarei seus pecados por minha causa e nunca mais pensarei neles”. Desta forma, confessamos nossos pecados a Deus, Ele os perdoa e não se lembra mais deles. Com diz em 1 João 1:9, “ele é fiel e justo para nos perdoar”, sendo o arrependimento é o meio pelo qual o Senhor nos oferece seu perdão. 

Perdoar o outro é uma condição do perdão de Deus

A grande consequência do perdão de Deus é que estamos reconciliados com Ele. Mas não é só isso. Saber que Deus apagou nossa dívida com Ele nos induz a fazer o mesmo com os outros. 

Jesus disse aos seus discípulos: Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas”. (Mateus 6:14-15). 

Em outras palavras, o perdão de Deus em nós só faz sentido quando também perdoamos àqueles que nos ofendem. Na verdade, a fé em Cristo é completamente relacional. Toda ação de Deus em nós tem extensão na vida do nosso próximo. Assim como não é possível amar a Deus e odiar os outros, não é possível que tenhamos o perdão de Deus e não coloquemos em prática esse perdão.

Para ilustrar a profundidade do perdão ao próximo como consequência do perdão de Deus em nós, Jesus contou uma parábola muito interessante. Em Mateus 18:23-35 temos a narração completa desta história. Um rei possuía um súdito completamente endividado, que devia milhões de moedas de prata. Ele merecia, segundo as leis da época, ser escravizado para indenizar o rei. 

Porém, o súdito clamou para não ser penalizado, de forma que o rei se compadeceu dele, perdoando-lhe a dívida. Você se lembra desta história? Calma, ela ainda não acabou. O súdito perdoado encontrou um companheiro que lhe devia cem pratas. O súdito não perdoou a dívida do seu parceiro, penalizando-o com a prisão.

O rei, sabendo desta história, ficou furioso com o súdito que foi perdoado, mas era incapaz de perdoar seu irmão: “Então o senhor chamou o servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você? ’ Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia.

“Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”. (Mateus 18:32-35)

Enfim, como perdoar alguém?

A mensagem da parábola que vimos acima é forte: Se Deus nos perdoou, é nossa obrigação perdoar os outros, independente da situação que nos envolvemos. No entanto, não quero ser superficial nem injusto com você, meu caro leitor. Eu sei que existem muitas feridas que são difíceis de serem fechadas. Há ofensas que afetam muito o coração e a alma de qualquer um. Muitas pessoas sofrem diariamente de tal forma que têm dificuldades profundas de perdoarem os outros.  Então como proceder?

Para saber como perdoar, precisamos de, em primeiro lugar, ter em mente que o perdão é um ato divino, é graça de Deus. Nosso senso de justiça humano não há espaço para o perdão. Como diziam os antigos, “aqui se faz, aqui se paga”. Indo mais longe, os hebreus diziam: “olho por olho, dente por dente’. 

Naturalmente, somos convidados a revidar quando somos maltratados. Sempre optamos pela condenação ao invés do perdão. Por isso, se quisermos liberar perdão para o outro, independente do que nos foi feito, precisamos estar conscientes que o perdão vem de Deus. Portanto, precisamos pedir ao Senhor que nos ajude a perdoar aqueles que cometeram injustiças contra nossa vida.

Em segundo lugar, para avançamos em nossa tarefa de como perdoar, precisamos sempre nos lembrar que antes de tudo, Deus nos perdoou. Ou seja, é justamente Ele que nos capacita a perdoar o outro.

Perdoar e esquecer

Desta forma, o perdão ganha maior naturalidade em nós. Fomos perdoados, então devemos perdoar o outro. Temos dificuldades pois somos pecadores e limitados, mas a graça de Deus em nós traz a capacitação que precisamos para amar o outro e perdoar “aqueles que nos tem ofendido”. 

Em terceiro lugar, algumas feridas são fechadas com o tempo, ainda que o perdão seja uma necessidade. Eu sei que biblicamente essa ideia não existe. Deus nos manda perdoar e pronto. Mas em nossa prática humana, o tempo nos ajuda a digerir determinadas situações. Em diversas situações precisamos de refletir e até buscar apoio de amigos e irmãos para que nos apoie nesta difícil tarefa de perdoar o outro. Vou além: se for necessário fazer terapia e encontrar apoio profissional para te ajudar, não perca tempo!

Por fim, saber como perdoar pode ser uma tarefa sofrível para muitos. Para outros, beira o impossível. Mas com a ajuda de Deus, podemos sim, perdoar o nosso próximo. Que Deus nos ajude!

Leia também:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *