Como esperar em Deus em um mundo agitado?

Se você quer saber como esperar em Deus e depositar toda sua confiança no Senhor, venha comigo nesta leitura!

Uma série qualquer na TV está passando e a personagem fita seu olhar na câmera e elabora: “Às vezes tenho a impressão de que todo mundo está sempre, e de alguma forma, esperando”. 

Dias antes, sonhei que eu estava em uma fila, dessas que você tem senha e fica sentada, por horas, esperando. 

Eu, impaciente que sou (aliás, eu e o resto do mundo, com raras exceções), penso que tudo pode ser mais fácil, mais simples, pode ser melhorado, em um otimismo misturado com certa ansiedade, que na verdade tem raízes em uma pretensão de que “eu sei”, “eu posso consertar as coisas”. 

Que necessidade é essa de consertar as coisas? 

Porque algumas culturas parecem lidar mais facilmente com a espera e se conformar com aquilo que foge do nosso alcance?

Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” (Isaías 40:31) 

Como esperar em Deus diante da nossa inquietude? 

Continua a me inquietar o fato de que, em algumas culturas (e épocas), a sociedade parece lidar melhor com o que foge do controle, a ilusão do super-homem parece que não chegou a se concretizar para essas pessoas. 

Por aqui, na nossa cultura, prevalece a prepotência, a altivez de imaginar que não precisamos esperar. A ilusão de que conseguimos por nós mesmos resolver ou “fazer acontecer”, como hoje se diz, né? 

São milhões de soluções que saltam diante dos nossos olhos passivos, consumistas imagéticos de uma tela. São infinitas as promessas e dicas de resolver nossos problemas em minutos.

Assim, parece impossível existir algum aspecto da nossa vida em que não haja uma solução “comprável”! Não nos conformamos com algo que fuja do nosso controle, ou que há necessidade de esperar o tempo resolver (como diria os antigos). 

Que vida imediatista a nossa! Aprender a esperar talvez seja das lições mais difíceis para nossos dias. 

Esperar…. é esta doce e laboriosa arte que compõe nosso cotidiano, mas que seguimos rechaçando sua existência. 

Esperar na fila do pão, esperar o médico, esperar o e-mail, a resposta, esperar o outro, esperar…. e nessas horas o pensamento vai trilhando alguma das muitas tarefas que nos aguardam. 

Estamos lá, à espera, mas sempre tentando fugir de lá, em pensamento ou conectado pelo celular. Eu decidi. Não espero mais na fila do banco há tempo, resolvo pelo aplicativo do banco. É vapt-vupt. 

Porém passamos por situações em que a espera não depende de nós, precisamos esperar outras pessoas, situações que escapam da nossa vontade, do nosso minúsculo e ilusório controle. 

Mas insistimos em viver fingindo ser deuses de nós mesmos, como se fossemos comandantes do nosso destino, como se tivéssemos em nossas mãos o leme do navio, ou o rumo da bússola. 

Quando vai acabar a pandemia? Quando a vida vai voltar ao normal? 

Como uma criança ressentida por não escutar a resposta que deseja, ouvimos: “É preciso esperar!”

Aquela série e meu sonho me fizeram pensar sobre nossa necessidade de esperar fazendo algo, como as trabalhadoras formigas, ou talvez seja melhor representado com a imagem do cachorro correndo atrás do próprio rabo? 

É uma necessidade de fugir, de ocupar o vazio da espera. É um medo de esperar, na tentativa de nos prepararmos para o que pode vir por aí.

Como esperar em Deus: a experiência de Jó

moça feliz - pessoas esperando - como esperar em Deus

De repente me lembro: “Olhai os passarinhos”, “Olhem os lírios do campo” (Mateus 6: 26) eles não se preocupam, eles esperam, eles não cuidam da própria vida! Eles não se cansam.

Como em um flash, me lembro da famosa “paciência de Jó”, personagem bíblico que passou por uma série de provações em que perdeu família, bens e sua saúde. 

Ao fim do livro, depois de muitos diálogos sobre a justiça de Deus e o merecimento ou não de Jó diante de tantas provações, Jó, finalmente, se cala e escuta. Deus então, o responde e o questiona: 

  • “É você que dá força ao cavalo ou veste o seu pescoço com sua crina tremulante?”(Jó 39:19)
  • “Ele ri do medo, e nada teme; não recua diante da espada.” (Jó 39:22)
  • “É graças a inteligência que você tem que o falcão alça voo e estende as asas rumo sul?
  • “É porque você manda, que a águia se eleva, e no alto constrói o seu ninho?” (Jó 39: 26, 27)

Ao fim do diálogo, Jó admite a soberana justiça de Deus, justiça essa superior à nossa ridícula finitude, e diz: “Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado.” (Jó 42:2)

O mesmo aconteceu com o salmista que exclamou “Quando o meu espírito se desanima, és tu quem conhece o caminho que devo seguir.” (Salmos 142:3)

Descanse no Senhor, ainda que seja na “sala de espera”

De semelhante modo, em certa ocasião, os discípulos que andavam com Jesus e viam todos os dias os milagres da sua presença, ficaram apavorados com o mar revolto e com sua pequena fé

E então, depois que Jesus acalma a tempestade, eles se entreolham e exclamam entre si: “ Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? ” (Marcos 4: 41).

E mesmo quando eu duvido, ou quando não percebo o Seu agir, me lembro que não são só os que esperam que não se cansam. 

“Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.” (Isaías 40:28)

Ele não se cansa. Ele quem dá força aos que esperam. Mesmo quando as situações demandam de nós perseverança, situações em que não podemos controlar, não temos mais o que fazer, precisamos esperar e entregar nosso coração à essa espera. Entregar ao que sabe de tudo, ao que controla todas as coisas e descansar.

É possível aprender como esperar em Deus. Sim, é possível que Deus permita que a situação se arraste para que nós mudemos nosso coração imediatista. Precisamos descansar nELE, ainda que esperando.

E aí, o que achou do texto? Se gostou, compartilhe com alguém!

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *