Como orar a Deus de forma simples e sem mistério

Em resumo, se você quer saber como orar a Deus, você precisa de:

  • Orar submetido à vontade de Deus
  • Orar com coração grato
  • Confessar seus pecados diante do Senhor
  • Fazer seus pedidos em nome de Jesus

Neste texto, quero tirar todas suas dúvidas sobre a oração. Todos nós que somos cristãos queremos saber orar como convém, conforme afirmou o apóstolo Paulo. Desta forma, se você quer aprender como orar a Deus, leia este texto até o final!

Se você acha que não saber orar da maneira correta é algo menor, sinto muito: você está enganado. Os próprios discípulos pediram a Jesus para os ensinarem a orar. É óbvio que os seguidores de Jesus, como judeus que eram, sabiam fazer orações. Eles não eram incultos ou não-religiosos. Pelo contrário, todos tinham conhecimento da lei e das práticas religiosas judaicas. 

Porém, o pedido deles era bastante prático. Por mais que as orações fizessem parte de suas vidas, eles queriam “ir além”. Por isso, saber como orar a Deus é muito mais do que conhecer um script a ser seguido na hora da oração. É acima de tudo, compreender como falar com Deus de forma que a nossa prece possa ser ouvida e atendida por Ele.

1 – Orar submetido à vontade de Deus

Desta forma, Jesus não hesitou: logo que foi questionado, respondeu aos seus discípulos como orar a Deus, ensinando-os a “famosa” oração do Pai Nosso

Logo no início da oração, Jesus  falou: “faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mateus 6.10). Aquele que ora, portanto, deve se submeter à vontade de Deus. Ou seja, devemos nos dirigir ao Senhor sabendo que, acima de tudo, estamos dispostos a receber aquilo que Ele quer de nós, ainda que não seja o nosso desejo.

Muitos irmãos são medíocres na hora da oração. Falam com Deus como se estivessem dando ordens ao Rei dos reis. Quando nos submetemos à vontade do Senhor, nossa oração chega até o seu trono de Graça, pois ele reconhece um coração que está quebrantado. Em Salmos 51:17, Davi afirma que um “coração compungido e contrito, não o desprezarás, oh Deus”.

Portanto, quando oramos e dizemos “seja feita a tua vontade”, nossa atitude em relação ao Senhor é de quebrantamento. Afirmamos com a nossa boca e coração que mesmo que apresentemos nossos pedidos ao Senhor, nós estamos dispostos a viver no centro de sua vontade, e não a partir do nosso querer. Assim, Deus ouve e recebe nossa oração.

LEIA TAMBÉM:

2- Como orar corretamente? Ore com gratidão a Deus

Na oração que Jesus nos ensinou, ele disse: “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”. 

Você quer saber como orar corretamente? Então, para orar corretamente, é necessário se apresentar a Deus de maneira humilde, pedido a ele de todo o coração aquilo que você deseja. Mas também é necessário se apresentar com gratidão diante de tantas bênçãos que Deus tem te dado. 

Orar apenas para obter favores de Deus sem demonstrar contentamento com o que temos é um problema grave do cristão. A gratidão nos faz reconhecer, acima de tudo, que Deus é bom. Sua bondade e misericórdia precisa ser suficiente para nós, muito além dos nossos pedidos.

Desta forma, um coração grato a Deus está mais pronto para ser atendido pelo Senhor. 

3- Para quem quer saber como orar a Deus, a confissão de pecados é necessária

Ainda na oração dominical – ou Pai Nosso -, Jesus nos ensina que orar a Deus significa confessar nossos pecados a ele, quando diz “perdoai as nossas dívidas”. A confissão é uma das partes mais importantes da oração cristã, pois nos coloca em nosso lugar: como pecadores que precisam do perdão de Deus.

Desta forma, nós como homens e mulheres concebidos em pecado, fomos inteiramente afetados pela queda. Todas as nossas intenções e sentimentos têm a marca do pecado. A confissão é, portanto, uma condição para nos colocarmos diante de Deus. Quando reconhecemos que somos pecados, nós podemos em santidade nos achegar a Deus.

Aqueles que oram sem revelar ao Senhor a nossa natureza pecaminosa, cometem um grande erro: se achegam a Deus apenas para pedir. E por isso, raramente são atendidos. Como disse o apóstolo Tiago, “pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.

Por isso, gastar em “vossos deleites” significa buscar apenas as bênçãos de Deus, sem considerá-lo como nosso Senhor. Para de fato saber como orar a Deus, precisamos nos entregar totalmente a ele, nos arrependendo dos nossos pecados e com o coração disposto a servir a Senhor.

4- O Espírito Santo nos ajuda a orar 

“Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.” (Romanos 8:26-27). 

Veja que maravilha: apesar da nossa dificuldade de orar, o Espírito Santo de Deus que habita em nós nos conduz à verdadeira oração. E por esse motivo, ele intercede por nós junto ao Pai. 

Desta forma, em nossa oração precisamos pedir que o Espírito de Deus nos oriente, para podermos orar como convém. Queremos acima de tudo, que nossos pedidos sejam elevados até os céus. E a presença de Deus em nós por meio do seu Espírito nos traz segurança. 

Somos fracos e em muitas situações, o egoísmo e a vaidade estão no centro das nossas súplicas. É o próprio Deus que nos direciona a orar de forma coerente com sua Palavra. Portanto, orar como convém é uma dádiva que Deus oferece aos seus filhos quando os mesmos se dispõem a orar. É exatamente assim que Deus ouve nossas orações.

Portanto, se você ainda tem dúvidas sobre como orar a Deus, peça humildemente que o próprio Espírito Santo de Deus ilumine o seu coração para orar a maneira que convém. Certamente, você conseguirá orar da maneira que agrada ao Senhor.

5- Oramos sempre em nome de Jesus

crianças orando - Como orar a Deus

Se você não está habituado a orar, já deve ter escutado que no fim das orações, as pessoas dizem: “em nome de Jesus, amém”. E por que oramos em nome de Jesus? Porque Jesus nos orientou a orar assim, dizendo: “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho” (João 14:13).

Na verdade, quando falamos que estamos “em nome de alguém”, nós damos a autoridade para a outra pessoa. Ou seja, quando oramos a Deus, nós invocamos a autoridade de Jesus em nossa vida, como se o próprio Cristo nos representasse diante do Pai.

Um exemplo disso foi quando Pedro curou o paralítico na porta de Betesda, dizendo: “Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” (At 3:6). Por que Pedro orou assim? Simplesmente porque eles estava invocando o nome e a presença de Jesus para curar aquele paralítico. Em outras palavras, orar em nome de Jesus é o mesmo que pedir que o nosso Mestre faça a mediação entre nós e Deus.

6- Ore com sinceridade

Permita-me contar uma pequena experiência da minha vida para ilustrar a importância da sinceridade. Todos os dias quando oramos em nossa família, meu filho Rafael sempre fala com Deus sobre coisas do seu cotidiano, as vezes expressando desejos sem nexo algum. Mesmo assim, tanto eu como minha esposa deixamos que ele expresse ao Senhor sua sinceridade.

Para orar a Deus, precisamos rasgar o nosso coração perante Ele. Sem protocolos ou qualquer reserva, pois Deus conhece nosso coração. Portanto, mesmo que você não saiba orar, simplesmente abra seus lábios e fale com Deus. E ele te ouvirá! Assista abaixo esse vídeo que vai te ajudar ainda mais sobre como orar corretamente:

Que o Senhor nos conduza e nos ensine como orar a Deus. Amém? Se você gostou deste texto, compartilhe com alguém! 

 

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *